Por que os sacerdotes celibatários?

É quase engraçado, mas o discurso de Jesus sobre o casamento causou alguns de seus seguidores a concluir que era melhor para não se casar com. Jesus concordou com eles, em parte,, declarando:

“Nem todos podem receber esta palavra, mas somente aqueles a quem é dado. Porque há eunucos que foram tão desde o nascimento, e há eunucos que foram castrados pelos homens, e há eunucos que se fizeram eunucos por amor do reino dos céus. Aquele que é capaz de receber este, receba-o “. (Mateus 19:11-12)

Que a vida celibatária “é dado,”Como o Senhor colocá-lo, a indivíduos em particular significa que pertence ao chamado para o ministério.

O apóstolo Paulo recomendou o celibato, assim como para quem poderia aceitá-lo.

“Eu gostaria que todos fossem como eu sou, ... aos solteiros e às viúvas eu digo que é bem para eles se ficarem como eu faço” (1 Cor. 7:7, 8). Ele passou a dizer, “Eu quero que você seja livre de ansiedades. O solteiro cuida das coisas do Senhor, como agradar ao Senhor; mas o que é casado cuida das coisas do mundo, como agradar sua esposa, e seus interesses estão divididos.” (7:32-34)

Não só Paul aprovar do celibato, ele realmente considerou ser preferível casamento para certos indivíduos. “Aquele que se casa com sua noiva faz bem," ele notou; “E aquele que se abstém de casamento vai fazer melhor” (7:38; cf. 7:7, já citado).

Também em cartas do Apóstolo, encontramos referência à Ordem das Viúvas.

Listagem algumas das orientações para a admissão ao fim, por exemplo, Paul escreveu em seu Primeira Carta a Timóteo:

“Honra as viúvas que são viúvas reais… Ela, que é uma verdadeira viúva, e é deixado sozinho, definiu a sua esperança em Deus e continua em súplicas e orações, de noite e de dia; enquanto ela quem é auto-indulgente é mesmo enquanto ela vive. manda a esta, de modo que eles sejam irrepreensíveis" (5:3, 5-7; grifo do autor)

Era dever de viúvas consagradas, então, orar continuamente, bem como para viver uma vida ascética com regulamentos estabelecidos. Paul passou a dizer:

"Deixe uma viúva ser inscrito, se ela não seja inferior a sessenta anos de idade, que tenha sido mulher de um só marido; 10 e ela deve ser bem atestada por ela boas ações, como alguém que criou filhos, hotelaria mostrado, lavou-se os pés dos Santos, aliviou os aflitos, e dedicou-se a fazer o bem em todos os sentidos." (5:9-10; grifo do autor)

Admissão no fim foi formalizada por um rolo (em. 9) e, Além da oração, as viúvas eram esperados para realizar atos de piedade (em. 10). Finalmente, Paulo confirmou que, de fato, fazer votos de castidade, escrevendo, “Mas se recusam a se inscrever viúvas jovens; para quando eles crescem levianas contra Cristo querem casar-se, e assim eles incorrem condenação por ter violado seu primeiro compromisso” (5:11-12; grifo do autor).

Essas mulheres celibatários, dedicado à vida de oração e de caridade, formou a primeira ordem religiosa feminina consagrada; estas foram as primeiras religiosas.

críticos da Igreja sobre esta questão muitas vezes apontam que homens casados ​​foram autorizados a se tornar bispos e presbíteros na Igreja Apostólica, e que mesmo São Pedro tinha uma esposa (ver Paul de Primeira Carta a Timóteo 3:2; dele Carta a Tito 1:6; e Mateus 8:14).1

A Igreja reconhece prontamente que obrigatório celibato não era sempre a regra. Celibato, de fato, não é um doutrina da Igreja, mas apenas um disciplina; e, como tal, permanece aberto para mudar a-ser aplicada ou retirada-, a fim de acomodar as necessidades do momento.

Mesmo assim, embora ainda não obrigatória, a Igreja Apostólica celibato claramente preferido para o clero (Vejo Mateus 19:12 e A Primeira Carta aos Coríntios 7:32, 38).

Que Paul preferiu bispos de não ser casado pode ser deduzida a partir de seu conselho a Timóteo que “nenhum soldado [de Cristo] em serviço se envolve em atividades civis, desde o seu objectivo é satisfazer àquele que o alistou” (Paul de Segunda Carta a Timóteo 2:4 e ele A Primeira Carta aos Coríntios 7:32-34).

Apesar do fato de que os homens casados ​​foram admitidos ao clero nos primeiros séculos, além disso, homens solteiros foram proibidos de se casar uma vez que tinha sido ordenado e sacerdotes viúvas estavam para se casar novamente.2 reverência constante da Igreja para o celibato religioso é bem documentada desde seus primeiros dias a frente. Por volta do ano 177, por exemplo, o escritor Christian Atenágoras afirmou, "Você poderia, de fato, encontrar muitos entre nós, ambos homens e mulheres, que têm crescido a velhice solteira, na esperança de estar mais perto de Deus” (Um apelo para os cristãos 33).

Anti-católicos têm abusado censura de Paulo daqueles “que proíbem o casamento” (Primeira Carta a Timóteo 4:3) para atacar a posição da Igreja sobre o celibato.

Na atualidade, embora, Paulo estava se referindo aqui para os gnósticos, que viu o mundo físico, incluindo o amor conjugal e gravidez, como o mal inerente porque acreditavam que havia sido criado por um deus maligno. To the contrary, the Catholic Church, far from being opposed to marriage, esteems Holy Matrimony as a Sacrament and a sanctified state. Priests do not forsake marriage, portanto, because they think it isbad,” but because they know it is good and desire to give up this good thing in a spirit of sacrificial love for God.

Celibacy “for the sake of the kingdom of heaven” (Mateus 19:12) is favorable to God for it points to the manner in which the Saints in Heaven live (Vejo Mateus 22:30).

In The Livro do Apocalipse we see that God’s faithful priests will be given an exalted status in Paradise. “It is these,” writes Saint John, “who have not defiled themselves with women, for they are chaste; it is these who follow the Lamb wherever he goes; these have been redeemed from mankind as first fruits for God and the Lamb, and in their mouth no lie was found, for they are spotless” (14:4-5).

  1. We know Peter was married because of the Gospel story of the healing of his mother-in-law (Vejo Marca 1:29-31, et ai.). It is interesting to note, contudo, that his wife is not mentioned in the story, leading some scholars to conclude she had perished before Peter entered the ministry.
  2. It remains the practice in the Eastern Rites for those who enter into the priesthood in the unmarried state to remain unmarried. Além disso, while ordination is open to married men in the East, they are ineligible for the episcopacy. Eastern bishops are chosen exclusively from the ranks of celibate monks. Coincidentemente, it is not altogether unheard of for a priest in the Latin Rite to be married. A small number of former Lutheran and Anglican ministers, who were married prior to reconciliation with the Catholic Faith, have been granted a special dispensation to serve as priests.